Destaques

 [S]e o Facebook estiver de fato preocupado com a segurança da comunidade LGBT nessas regiões do mundo e seu suporte tiver sido duradouro e inabalável – como expressa em sua página oficial –, sua motivação para não liberar a reação de arco-íris deveria ser expressada oficialmente. A empresa se recusa a justificar sua escolha geográfica de liberação da reação de orgulho, apesar de os dados empíricos demonstrarem uma correlação clara entre a perseguição institucional à LGBTs e a ausência do referido botão.

Tem dúvidas? Quer ajudar?

© Teses LGBT.